10 HQ´s que Poderiam Virar Filmes!

Olá cinéfilos, inspirado pelas publicações do Newsarama e pelo vídeo do 2 Quadrinhos, resolvi fazer a minha lista dos filmes baseados em HQ que queria ver no cinema. Esses quadrinhos fogem do mainstream e são compostos por histórias envolvendo anti-heróis, política, subversão de clichês, ultra-violência, seres demoníacos, críticas sociopolíticas, críticas a religião, enfim, um apanhado de tudo aquilo que me faz feliz na cultura pop.

Com o sucesso de Deadpool (um quadrinho, e agora o filme, totalmente fora da caixinha) esses filmes que citarei aqui nesta lista poderiam ganhar suas versões cinematográficas, já que o público está preparado para isso e saturado com os filmes caça níquéis de super-heróis. Apesar desses filmes da Marvel, Fox e Warner levarem milhares de pessoas ao cinema, eles são esquecíveis e na maioria das vezes, são ruins, apelativos e fogem totalmente do cânone  das histórias em quadrinhos do qual ele foi adaptado.

Essas HQ´s que coloquei nesta lista só dariam certo no cinema se elas fossem adaptadas de forma crível, fiel aos personagens e ao universo dos quadrinhos. Alguns deles já tiveram suas adaptações para o cinema como o Spawn e Hellblazer mas foram filmes que nem de longe lembra as HQs, foram adaptações covardes feitas por executivos e não por artistas e muito menos por fãs.

 



10- Spawn 



1426660

 

Spawn é um personagem de quadrinhos criado por Todd McFarlane em 1992. Spawn era o agente da CIA Al Simmons, que após ser morto numa armadilha armada por seu chefe vai para o inferno. Lá, ganha poderes após negociar com o demônio Malebolgia para se tornar um "filho do inferno". Spawn depois revolta-se contra os demônios e passa a enfrentar as criaturas sobrenaturais e da Máfia. Além da série de HQ que tem o mesmo nome do personagem, Spawn estrela um filme, uma série de desenho animado e vários jogos de video-game. Spawn se tornou uma franquia comercial formidável, gerando uma série animada de grande sucesso no canal HBO, um filme live-action, cards, etc... Além disso, McFarlane também fundou a McFarlane Productions, que fabrica todos os produtos relacionados ao herói, especialmente bonecos e esculturas, reconhecidos por seus grandes detalhamentos. Spawn contou também com participações de roteiristas famosos como Frank Miller (Sin City, 300 de Esparta), Alan Moore (V de Vingança, Watchmen), e Neil Gaiman (Sandman, Morte). Inicialmente, a arte da revista era feita pelo próprio McFarlane, que depois passou o lápis para Greg Capullo, passando a fazer apenas a arte-final. Anos depois, o traço ficou sob a responsabilidade de Angel Medina e Capullo passou a desenhar apenas as capas.

09- The Authority



Wildcats_and_Authorithy

 

The Authority é o nome de um grupo de super-heróis publicado pela DC Comics. Pertencentes ao universo Wildstorm, a série foi criado por Warren Ellis e Bryan Hitch, e detalha a saga da equipe em cumprir com sua obrigação em fazer o que é certo, chegando a usar suas habilidades sobre-humanas para ignorar leis internacionais e a soberania nacional de qualquer país. Os personagens da série foram em sua maioria criados por Ellis durante o período no qual ele escreveu o título Stormwatch, que precedeu a série.

As edições escritas por Ellis - e a sequência dada por seu substituto, Mark Millar - são geralmente citadas como algumas das mais importantes histórias dos últimos anos, tendo influenciado diversos autores dos anos 2000.




08- Hellblazer



Hellblazer-cancelled

 

John Constantine (2 de Setembro de 1964) é o protagonista, um anti-herói, da série em quadrinhos Hellblazer (algo como "desbravador do inferno", em inglês). John Constantine foi criado por Alan Moore, Stephen Bissette e John Totleben, tendo aparecido pela primeira vez em Swamp Thing#37 (junho de 1985), revista própria do Monstro do Pântano. As histórias de John são, geralmente, ligadas à magia e/ou ao sobrenatural. É uma publicação do selo Vertigo pertencente à editora DC Comics.




Arrogante, negligente, perfeccionista e individualista, John Constantine tem vastos conhecimentos sobre ocultismo, demonologia e outros assuntos obscuros. A personagem de John Constantine terá sido criada por Alan Moore, como apenas um mero figurante da revista Monstro do Pântano, mas que depois se popularizou rapidamente. Foi criado por Moore para satisfazer o pedido dos então desenhistas da revista, Stephen Bissette e John Totleben de ter um personagem fisicamente parecido com o cantor Sting nas histórias. Um ano depois da sua primeira aparição, ganhou a sua própria revista, Hellblazer. A primeira equipa criativa foi composta por Jamie Delano nos roteiros e John Ridgway nos desenhos. Ao longo de toda a sua publicação, Constantine já teve histórias criadas por alguns dos mais célebres autores dos quadrinhos e teve seu auge nas mãos do escritor Garth Ennis que escreveu a fase mais cultuada da personagem.




07- Transmetropolitan



transmetropolitan_spider_jerusalem_vertigo_comics_desktop_1280x800_hd-wallpaper-717219

 

Transmetropolitan é o nome de uma série de histórias em quadrinhos cyberpunk escrita por Warren Ellis, com a arte de Darick Robertson e publicada pela DC Comics. O protagonista da história é um jornalista chamado Spider Jerusalem, o qual foi baseado, em parte, nos textos do jornalista Hunter S. Thompson.



 



Spider Jerusalem luta contra o abuso de poder e a corrupção de dois concorrentes à presidência dos Estados Unidos. Acompanhado de suas "assistentes imundas", tenta manter seu mundo livre de tornar-se mais distópico do que já é, enquanto lidam com problemas trazidos pela fama de seus artigos os quais causam profundo impacto na sociedade.





Com as temáticas ficção científica e cyberpunk, apresenta elementos relacionados a: cibernética, nanorrobótica, criogenia, raças alienígenas, liberdade de expressão, entre outros.





No Brasil, foram lançadas mais de 10 edições pela Editora BrainStore. Quando a Panini Comics assumiu o selo Vertigo no Brasil, ela começou a republicar toda a série novamente em formatos de encadernados (os mesmos lançados nos EUAs). Os dois primeiros volumes foram lançados como os originais americanos, porém, a partir do 3º volume, a editora uniu 2 encadernados em apenas 1 e, assim sendo, a série terminaria mais rápido e os colecionadores teriam que esperar menos tempo para ler as histórias. Ao total serão lançados 6 volumes até 2015.



06- Lobo



заключенный

 

Lobo é um personagem de histórias em quadrinhos da DC Comics, criado em 1983 por Keith Giffen e Roger Slifer.




Esse anti-herói é um alienígena humanóide nascido no planeta Czárnia há mais de 400 anos. Tem 1,93 metros de altura e pesa 138 quilos. Tem a pele branca, duas manchas negras acima da boca (que de longe parecem muito com um bigode) e mais duas manchas negras em volta dos olhos (que são vermelhos). Possui superforça, super-resistência, super-estamina, olfato super-desenvolvido, capacidade de cura e regeneração, imortalidade e nenhuma moralidade.



05- Sandman



GalleryComics_V_1920x1080_20140900_Sandman6-cover-logo_55a01418e212b1.82752267

 

Sandman é uma revista de história em quadrinhos americana, escrito por Neil Gaiman e publicado por Vertigo, uma impressão de DC comics. Os artistas desta revista incluem a Sam Kieth, Mike Dringenberg, Jill Thompson, Shawn McManus, Marc Hempel e Michael Zulli, letras por Todd Klein e capa por Dave McKean. Suas histórias descrevem a vida de Sonho, o governante do Sonhar (o mundo dos sonhos) e sua interação com o universo, os homens e outras criaturas.

04- Incal



o-incal-o-que-esta-em-cima-moebius-Alejandro-Jodorowsky-600x400

 

O Incal é uma saga de ficção científica em quadrinhos escrita por Alejandro Jodorowsky e ilustrada por Moebius.

Em um distante futuro imaginário, o detetive particular  John Difool recebe um cristal muito poderoso, o Incal Branco, das mãos de um alienígena moribundo. O Incal é disputado por diversas facções: os alienígenas, o governo, os rebeldes e uma seita tecnológica que adora o Incal Escuro.

Em fuga, John Difool e seu pássaro de estimação, uma "gaivota do concreto", são forçados a juntar forças com outras pessoas que também procuram o Incal: o Metabarão, as irmãs Animah e Tanatah, Solune (um messias andrógino) e Kill, um mercenário com cabeça de cachorro.

03- Thorgal



Thorgal_02_1024x768

 

Thorgal é uma série franco-belga de fantasia em quadrinhos escrita por Jean Van Hamme e Grzegorz Rosinski um artista gráfico polonês. Ela combina vários temas e lendas , que vão desde mitologia nórdica e fantasia Atlante à ficção científica e gêneros como histórias de drama, horror e aventura.

A história em quadrinhos apareceu pela primeira vez em forma de série na revista Tintin em 1977, e foi publicado em volumes de capa dura por Le Lombard a partir de 1980 . Existem traduções em Inglês e várias outras línguas . Em 2002, foi adaptado como uma aventura de video game chamado Thorgal : Curse of Atlantis, pela Cryo Interactive Entertainment. Thorgal é aclamado pela crítica e um dos mais populares quadrinhos em língua francesa, Thorgal vendeu 11 milhões de livros pelo mundo afora.

02- The Boys



theboysmain-e1274790311601

 

The Boys é uma série de revistas em quadrinhos americana criada por Garth Ennis e Darick Robertson. Ennis foi o roteirista de todas as 72 edições publicadas entre 2006 e 2012, além de uma minissérie em seis edições derivada da série, Herogasm, publicada em 2009. Robertson ilustrou as edições da série principal, enquanto John McCrea ilustrou Herogasm. As primeiras edições da série foram publicadas pela DC Comics, através de sua linha editorial Wildstorm, e o restante a da série veio a ser publicado pela Dynamite Entertainment. The Boys narra uma série de eventos ocorridos entre 2006 e 2008 num universo ficcional onde super-heróis existem, mas em sua grande parte tiveram seus valores morais corrompidos pela fama e celebridade que alcançaram, e não raro se comportam de forma irresponsável. Por isso um esquadrão de agentes da CIA, conhecidos informalmente como "The Boys", é responsável por monitorar as atividades da comunidade de seres super-poderosos. Ennis declarara antecipadamente que pretendia superar a quantidade de imoralidades, cenas violentas e perversões que havia incluído em sua série Preacher, e manteria esse nível por toda a duração de The Boys.


As primeiras edições foram publicadas pela Wildstorm, mas após seis edições, a DC Comics decidiria cancelar a série por estar incomodada com o tom das histórias, crítico aos quadrinhos de super-heróis. O encerramento do contrato se deu de forma amigável, e, donos dos direitos sobre a revista e seus personagens, Robertson e Ennins passaram a buscar outra editora disposta a dar continuidade à publicação e em fevereiro e 2007 a Dynamite Entertainment anunciou que assumiria a série. Em 2009, também pela Dynamite, foi publicado o primeiro spin-off da série, a minissérie Herogasm, ilustrada por John McCrea e Keith Burns. A minissérie não envolvia o time diretamente, e era uma sátira dos típicos eventos crossover das histórias de super-heróis. Após a conclusão da série, Ennis declararia ao site americano Comic Book Resources que o encerramento do contrato com a Wildstorm lhe permitiu escrever a série com mais liberdade , sem frustrações. Em 2008, The Boys foi indicada ao Eisner Awards na categoria "Melhor Série" e em 2010, ao Scream Awards, na categoria "Best Comic Book or Graphic Novel".



01- Camelot 3000



camelot3000-3

 

Camelot 3000 é uma história em quadrinhos escrita por Mike W. Barr e com a arte de Brian Bolland, e publicada pela DC Comics em 1982-1985 como um de seus primeiros projetos e sua segunda maxi-série.




Mostra as aventuras do Rei Arthur, Merlin e os reencarnados Cavaleiros da Távola Redonda e como eles ressurgiram no mundo futurístico de 3000 para lutar contra uma invasão alienígena comandada por ninguém menos que Morgana Le Fay.



 



Arthur, Guinevere, e Lancelot são apresentados mais ou menos tradicionalmente como um condenado triângulo amoroso. Sir Galahad é transformado de cavaleiro cristão em samurai e devotado aos ensinamentos do bushido. Sir Percival, é geneticamente alterado em um monstruoso gigante, mas que mantém a personalidade gentil. Sir Gawayn, sobrinho de Arthur, reencarna como um policial e pai de família sul-africano. Sir Kay revela que sua principal característica está no fato de reduzir as tensões entre os membros da corte de Arthur, fazendo-os se unirem em uma mútua antipatia por ele. Mordred é o filho de Morgana Le Fay (embora seja enganado por ela e não tome conhecimento disso).




O tratamento mais original no trabalho dos personagens arturianos reside na figura de Sir Tristão, que inesperadamente reencarna em uma mulher. Sua transformação o força a reexaminar seus conceitos pré-concebidos além de sua própria sexualidade. Seu relacionamento com Isolda é testado pela sua nova identidade, porém seu amor triunfa e as duas se tornam amantes.




Mike W. Barr e Brian Bolland receberam reconhecimento por seus esforços e trabalho em Camelot 3000, incluindo uma nomeação para o Jack Kirby Award por melhor série em 1985.


 

 
Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário