11 FILMES PARA SE PENSAR NOS DIREITOS FEMININOS NA NOSSA SOCIEDADE


Cena do filme MUSTANG (2015)

Essa lista remete aos filmes que me chamou a atenção para essa questão, a cultura machista impregnada nas sociedades patriarcais, onde as concepções de bases para o convívio civilizatório como política e religião são machistas, colocando a mulher num estado subalterno, separando-as de forma covarde dos homens.

Lembro vocês que, essa lista foi feita por um homem, por mais que eu procure entender o lugar das mulheres na nossa sociedade eu nunca saberei o que realmente elas sentem sobre isso, esta lista foi feita sob a ótica de um homem preocupado com essa questão, mas por favor, não confundam isso com uma percepção machista, o que está longe de ser.
A lista está disposta em ordem cronológica.

 

11- A Menina do Outro Lado da Rua (The Little Girl Who Lives Down the Lane, 1976) de Nicolas Gessner/ País: EUA



Sinopse: Em uma pequena cidade uma garota de 13 anos, Rynn Jacobs (Jodie Foster), vive sozinha na casa de seu pai. Quando chega algum visitante ela explica que o pai viajou a negócios, está dormindo ou está trabalhando e não pode ser incomodado. Ela está determinada em não perder a sua independência e fará qualquer coisa para proteger o seu segredo, principalmente da Sra. Hallet (Alexis Smith), que alugou a casa para o pai dela. A Sra. Hallet sente que algo está errado e o filho dela, Frank Hallet (Martin Sheen), que apesar de ser casado e ter filhos, tem na cidade a "fama" de ser um pedófilo.


10- Anos de Rebeldia (Out of the blue, 1980) de Dennis Hopper/ País: EUA



Sinopse: Em meio a época dos anos 80, somos convidados a acompanhar o cotidiano de uma adolescente punk CeBe (Linda Manz, de Cinzas do Paraíso) e dos seus pais, Don (Hopper) e Kathy (Sharon Farrell). Vestida de jaqueta jeans e disparando slogans contra os hippies e a discoteca, CeBe é a revolta personificada contra tudo e contra todos. O diretor do filme, Dennis Hooper, tentou demonstrar o sentimento de rebeldia dos jovens naquela época, em que CeBe é o reflexo de tudo o que acontecia. Por meio de uma maravilhosa trilha sonora que reúne Elvis Presley e Neil Young, e uma boa fotografia o filme adquire características que o tornam único, um drama valioso.


09- Acusados (The Accused, 1988) de Jonathan Kaplan/ País: EUA



Sinopse: Sarah Tobias (Jodie Foster) é estuprada em um bar e, ao denunciar a agressão, defronta-se com dois problemas: seus agressores e o sistema penal, no qual as vítimas de estupro são suspeitas em seus próprios casos.


08- Lanternas Vermelhas (Da Hong Deng Long Gao Gao Gua, 1991) de Zhang Yimou/ País: China, Hong Kong




Sinopse: China, ano 1920. Com a morte do pai e o conseqüente empobrecimento da família, Songlian, uma jovem universitária é pressionada pela madrasta a se casar e se torna a quarta esposa de um homem rico e poderoso que ela nem sequer conhece. De repente, ela se vê sozinha em uma casa onde as tradições seculares são seguidas como uma lei por seu marido e todos que a habitam. Uma das mais importantes regras é a das lanternas vermelhas. A esposa escolhida pelo senhor da casa para passar a noite tem as lanternas de sua casa acesas e recebe um tratamento privilegiado por toda a criadagem.


07- Terra Fria (North Country, 2005) de Niki Caro/ País: EUA



Sinopse: Após um casamento fracassado, Josey Aimes (Charlize Theron) retorna à sua cidade natal, no Minnesota, em busca de emprego. Mãe solteira e com dois filhos para sustentar, ela é contratada pela principal fonte de empregos da região: as minas de ferro, que sustentam a cidade há gerações. O trabalho é duro mas o salário é bom, o que compensa o esforço. Aos poucos as amizades conquistadas no trabalho passam a fazer parte do dia-a-dia de Josey, aproximando famílias e vizinhos. Incentivada por Glory (Frances McDormand), uma das poucas mulheres da cidade que trabalha nas minas, Josey passa a trabalhar no grupo daqueles que penam para arrancar o minério das pedreiras. Ela está preparada para o trabalho duro e, às vezes, perigoso, mas o que não esperava era sofrer com o assédio dos seus colegas de trabalho. Como ao reclamar do tratamento recebido é ignorada, ela decide levar à justiça o caso.



06- Persépolis (2007) de Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud/ País: EUA, França



Sinopse: Marjane Satrapi (Gabrielle Lopes) é uma garota iraniana de 8 anos, que sonha em se tornar uma profetisa para poder salvar o mundo. Querida pelos pais e adorada pela avó, Marjane acompanha os acontecimentos que levam à queda do xá em seu país, juntamente com seu regime brutal. Tem início a nova República Islâmica, que controla como as pessoas devem se vestir e agir. Isto faz com que Marjane seja obrigada a usar véu, o que a incentiva a se tornar uma revolucionária.


05- Depois de Lúcia (Después de Lucía, 2012) de Michel Franco/ País: França, México



Sinopse: Desde a morte de sua esposa, Roberto não consegue dedicar muito tempo à sua filha Alejandra, uma jovem de 15 anos. Para escapar da depressão que passa a dominar a rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda em busca de uma nova vida na Cidade do México. Envergonhada e incapaz de explicar para o pai as razões, Alejandra omitirá as humilhações e abusos emocionais e físicos sofridos em seu novo colégio. Os dois vão se distanciando cada vez mais, à medida que a violência toma conta de suas vidas.


04- Miss Violência (Miss Violence, 2013) de Alexandros Avranas/ Pais: Grécia



Sinopse: Aggeliki (Chloe Bolota) no seu aniversário de 11 anos se joga da varanda de casa com um sorriso no rosto. Sua família alega que não foi suicídio, mas sim um acidente e parece conformada com a morte da menina tentando, de todas as formas, continuar com suas vidas, perfeitamente organizadas. Em busca de respostas, promotores começam uma investigação para saber se foi, ou não suicídio e quais são os segredos obscuros que essa família, aparentemente perfeita guarda.


03- Nós Somos as Melhores! (Vi Är Bäst!, 2013) de Lukas Moodysson/ País: Dinamarca, Suécia



Sinopse: Bobo e Klara, duas garotas suecas de 13 anos, querem montar uma banda punk, mesmo que todos digam que o punk morreu. Elas cortam seus cabelos em estilo moicano e recorrem à música para protestar e vencer o tédio. Mas, na verdade, as garotas não sabem tocar nada. Para melhorar a qualidade da banda, chamam a tímida e certinha colega Hedvig, brilhante na guitarra. Uma história sobre as dificuldades e encantos de crescer e não se encaixar em lugar nenhum.


02- As Sufragistas (Suffragette, 2015) de Sarah Gavron/ País: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte



Sinopse: O início da luta do movimento feminista e os métodos incomuns de batalha. Mulheres que enfrentaram seus limites pela causa e desafiaram o Estado extremamente opressor. A história é baseada em fatos reais.


01- Cinco Graças (Mustang, 2015) de Deniz Gamze Ergüven/ País: França




Sinopse: No início do verão em um vilarejo turco, Lale e suas 4 irmãs brincam de forma debochada com os meninos, o que acarreta em um escândalo de consequências muito fortes: a casa delas se torna praticamente uma prisão, elas aprendem a limpar ao invés de ir para a escola e seus casamentos começam a ser arranjados. As cinco não deixam de desejar a liberdade, e tentam resistir aos limites que lhes são impostos.



Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário