11 FILMES POLICIAIS/CRIME/AÇÃO ITALIANOS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER


Estes filmes são grandes obras do cinema policial, crime e ação italianos. Eles mostram de forma visceral, crível e inclemente sem poupar o espectador da barbárie um mundo comandado por mafiosos, bandidos da pior especie. Neste mundo também há policiais dispostos a combatê-los. Nestes filmes sempre há a boa e velha crítica política italiana em seu subtexto, mostrando que o sistema policial italiano pode ser tão implacável e corrupto quanto os mafiosos. Estes filmes também não deixam ser thrillers muito conviventes e tensos do início ao fim.  

Os filmes estão dispostos em ordem cronológica.


11- O Bandido Giuliano (Salvatore Giuliano, 1962) de Francesco Rosi



Sinopse: Em 1950, Salvatore Giuliano, quem era procurado pelas autoridades, é encontrado morto na Sicília. Nos anos 1940, Giuliano se envolveu com políticos separatistas e estava sendo procurado por isso. Ele mandou atear fogo em uma reunião política pacífica e não se sabe o motivo. Depois da Sicília se auto declarar independente, ele é julgado, mesmo depois de morto.

10- O Dia da Coruja / O Poder da Máfia (Il giorno della civetta, 1968) de Damiano Damiani


Sinopse: O assassinato de um empreiteiro em plena manhã mobiliza a polícia siciliana. Capitão Bellodi, natural de Palermo, é designado a investigar o caso, que vai além do simples homicídio e traz a morte para qualquer pessoa que possa delatar os criminosos. O relato de um informante infiltrado na máfia da Sicília o leva até grandes nomes importantes da região que, por mais que estejam claramente ligados a atos ilícitos, são livres pela relações influentes que conservam e pelo respeito às suas leis, impostas pelo medo.

09- La Mala Ordina (1972) de Fernando Di Leo


Sinopse: Quando um carregamento de heroína desaparece no caminho entre a Itália e Nova York, um cafetão de Milão é acusado do roubo. Dois assassinos profissionais são então despachados para encontrá-lo, numa trama cheia de reviravoltas.


08- Milano Calibro 9 (1972) de Fernando Di Leo


Sinopse: Em Milão, um homem controla o dinheiro de uma maleta: trata-se de Pasquale, fiel colaborador de Rocco, que por sua vez é o braço direito de um chefão conhecido como "Americano". O dinheiro passa por pessoas distintas e é trocado por dinheiro limpo em uma estação de metrô, voltando para Pasquale e Rocco. Tudo parecia ter saído bem, porém algo da errado.

07- Il Boss (1973) de Fernando Di Leo


Sinopse: Um ataque a bomba em um cinema em Palermo mata todos os parceiros do clã de Attardi, de que Cocchi fazia parte. Ele entende de imediato que o autor do ataque foi Daniello, do clã de Don Corrasco. Cocchi então está determinado a se vingar.

Último filme da chamada "Trilogia del Milieu", iniciada com Milano Calibro 9 e La Mala Ordina.

06- A Polícia Incrimina... A Lei Absolve (La Polizia Incrimina, La Legge Assolve, 1973) de Enzo G. Castellari


Sinopse: Belli é um inspetor de polícia que está tentando deter uma quadrilha cujos líderes pertencem à alta sociedade da Marselha e, portanto, são intocáveis. Como não pretende desistir, ele se une a Cafiero, um velho e poderoso chefão das drogas, para tentar eliminar a organização por dentro. Porém, quanto mais adentra o submundo, suas esperanças de sobreviver ficam cada vez mais distantes.


05- Milano Odia: La Polizia Non Può Sparare (1974) de Umberto Lenzi


Sinopse: Um psicótico criminoso percebe que os roubos, estupros e assassinatos que vem cometendo não estão rendendo muito dinheiro, então decide arriscar alto sequestrando a filha de um homem rico.

04- Cães Raivosos (Cani Arrabbiati, 1974) de Lamberto Bava, e Mario Bava



Sinopse: Rabid Dogs, ficou conhecido como "o filme perdido de Mario Bava" desde 74, quando o financiador da produção morreu, impedindo seu lançamento. Porém, vinte anos depois esta pérola foi resgatada da obscuridade por uma companhia de cinema. No filme, três assaltantes em fuga da polícia seqüestram uma jovem mulher, um homem e seu filho doente, os colocam no carro e pegam estrada.

Um dos melhores filmes de estrada já feitos, com três dos piores psicopatas já vistos no cinema, realizado por um dos maiores diretores italianos.

03- The Big Racket (Il Grande Racket, 1976) de Enzo G. Castellari


Sinopse: Policial investiga uma violenta quadrilha que cobra proteção de comerciantes em Roma, mas sempre escapa impune. Quando ele próprio se torna vítima dos bandidos, e percebe que seguindo a lei não irá conseguir detê-los, une-se a diversas vítimas do grupo para enfrentá-los de igual para igual.

02- Roma Armada (Roma a Mano Armata, 1976) de Umberto Lenzi


Sinopse: Um policial, durão e violento, que não se importa em ser flexível com a lei, vai atrás de uma máquina de transporte e um psicopata corcunda.

01- Suburra (2015) de Stefano Sollima



Sinopse: Na Roma Antiga, Suburra era o bairro onde poder e criminalidade se encontravam em segredo. Após mais de dois mil anos, esse lugar ainda existe. Porque hoje, talvez mais que antes, Roma é a cidade do poder: aquele poder dos grandes edifícios da política, dos quartos do Vaticano cheios de afrescos e espiritualidade, e das ruas, onde a criminalidade continua tentando encontrar o caminho para impor a todos sua própria lei.

O filme é a história de uma especulação imobiliária que transformará o litoral romano em uma nova Las Vegas. Para realizá-la servirá o apoio de Filippo Malgradi (Pierfrancesco Favino), político corrupto e envolvido até o pescoço com o submundo, do Numero 8 (Alessandro Borghi), chefe de uma potentíssima família que controla o território e, principalmente, de Samurai (Claudio Amendola), o mais temido representante da criminalidade romana e último componente da 'Banda della Magliana'.

Mas quem gerará um incontrolável efeito dominó capaz de impedir definitivamente esse mecanismo, serão na verdade os personagens que vivem às margens dos jogos de poder como Sebastiano (Elio Germano), um relações públicas desleal e sem escrúpulos, Sabrina (Giulia Elettra Gorietti) uma garota de programa em ascensão, Viola (Greta Scarano) a namorada viciada em drogas do Numero 8 e Manfredi (Adamo Dionisi) o chefe de uma perigosa família de ciganos.



Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário