15 FILMES HEREGES PARA A TEMÁTICA CRISTÃ




Esses filmes são hereges por serem obras realizadas com o intuito de desmitificar e criticar os dogmas e instituições religiosas ligadas ao cristianismo e não a espiritualidade, esta lista não tem a intenção de levantar a bandeira do ateísmo.
Os filmes listados aqui não são obras que inflamam o ódio contra o cristianismo e muito menos são algum tipo de doutrina para a prática de preconceitos contra quem segue esta religião, são apenas esclarecedores no sentido histórico, social e político fazendo um alerta contra o fanatismo que nada mais é do que uma inexistência de humanidade em favor da fé cega. Para mim, a espiritualidade nada tem a ver com suas instituições mas milhões de fiéis dão mais credibilidade em igrejas, seitas, eclesiásticos e templos do que nos próprios profetas que serviram de inspiração para suas criações.
A história do cristianismo, assim como a de várias outras religiões e idolatrias de várias outras culturas possuem seu lado sombrio que é convenientemente esquecido por seus fiéis, algo perigoso pelo simples fato de que quem não conhece sua história está fadado a repeti-la e um fiel que não possui esclarecimentos sobre sua religião se torna num idólatra manipulado por eclesiásticos oportunistas.
Alguns desses filmes são de época mas possuem preceitos atemporais por serem de fáceis assimilação com o meio social de hoje em dia que em relação a cultos estão cada mais medievais, a caça as bruxas se tornou uma busca e perseguição por aqueles que não acreditam no Deus do cristianismo, sendo estes discriminados por fiéis exaltados onde a crítica a esta religião é algo abominável digno de discursos inflamatórios contra quem os profere. Alguns desses filmes possuem características sobrenaturais mas sua metalinguagem não foge da proposta crível que citei acima.
Filmes assim existem aos milhares, aqui listei apenas quinze filmes que me fizeram pensar e a questionar essa religião. Eu sei que esse é um assunto polêmico e peço a compreensão de todos para que vejam esta lista com a mente aberta e melhor ainda, assistam a todos os filmes que estão aqui antes de dar qualquer tipo de opinião. Não serão tolerados comentários com cunho pejorativo que contenha algum discurso de ódio, isso não é censura mas sim questão de bom senso.
A lista está em ordem cronológica.

15- A Paixão de Joana D'Arc (La Passion de Jeanne d'Arc, 1928) de Carl Theodor Dreyer/ Gênero: Drama/ País: França



Sinopse: França, século XV, Joana de Domrémy, filha do povo, resiste bravamente a ocupação de seu país. É presa, humilhada, torturada e interrogada de maneira impiedosa por um tribunal eclesiástico, que a levou, involuntariamente, a blasfemar.

É colocada na fogueira e morre por Deus e pela França.

Último filme mudo de Carl Th. Dreyer, o filme mais fiel à história da guerreira. Todos os filmes de Dreyer, basearam-se em obras de ficção ou peças teatrais, exceto O Martírio de Joana d'Arc, que foi inspirado nos manuscritos oficiais do julgamento da donzela de Orléans.


14- Madre Joana dos Anjos (Matka Joanna od Aniolów, 1961) de Jerzy Kawakerowicz/ Gênero: Drama/ País: Polônia



Sinopse: Passado no século XVII, o filme conta a história de freiras possuídas pelo demônio. Um dos primeiros filmes a tocar no tema de exorcismo. O filme é um clássico do cinema europeu que ganhou o prêmio do Júri no Festival de Cannes em 1961.


13- Luz de Inverno (Nattvardsgästerna, 1963) de Ingmar Bergman/ Gênero: Drama/ País: Suécia



Sinopse: Após ler no jornal que a China possui a bomba atomica pretende usá-la, um pescador vai à igreja, buscando palavras de conforto e consolo pastor. Porém, este não consegue ajudá-lo, pois passa por uma crise de fé, temendo também o apocalipse nuclear.
Segunda parte da "trilogia do silêncio".


12- Simão do Deserto (Simón del Desierto, 1965) de Luis Buñuel/ Gênero: Drama/ País: México



Sinopse: O roteiro deste filme baseia-se na história de Simão Stilites que, dizem, viveu 37 anos no topo de uma coluna pregando a cristandade, até sua morte em 459 A.C.

Luiz Buñuel usa a história para um ataque divertido e cínico contra a religião e o fanatismo. Assim, o personagem central do filme, Simão, é um fanático religioso que passa sua vida no alto de sua coluna, no meio do deserto, rezando, pregando pela salvação, abençoando os peregrinos e ditando regras de conduta. O demônio, disfarçado, tenta seduzi-lo o tempo todo...


11- A Religiosa (La Religieuse, 1966) de Jacques Rivette/ Gênero: Drama/ País: França



Sinopse: A adaptação da obra de Denis Diderot mantém-se fiel ao aspecto crítico e polêmico do original — o filme foi proibido em muitos lugares e mesmo na França teve inúmeros problemas com censura —, ao mesmo tempo em que o diretor adiciona um certo frescor que impede a simples rotulação como um filme baseado em um livro famoso.

A história acontece no século XVIII, onde Suzanne, uma jovem francesa, é forçada pelos pais a entrar para um convento e tornar-se freira. Durante este período, convive com três madres superioras, cada uma tratando-a de maneira completamente diferente, indo do afeto maternal, passando pelo sadismo e chegando ao lesbianismo. Em suas desventuras, a virtude de Suzanne sempre lhe causa problemas.


 10- A Via Láctea (La Voie Lactée, 1969) de Luis Buñuel/ Gênero: Drama/ País: França



Sinopse: Dois peregrinos vagabundos viajam em direção ao caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, um lugar místico e de influente religiosidade. Em meio à sua jornada, acabam se deparando com diversos personagens bíblicos e históricos, confrontando alguns mistérios do cristianismo e suas heresias.

Em Via Láctea, Buñuel faz aquela que talvez seja sua maior e mais irônica crítica à igreja, utilizando-se de histórias veridicamente registradas nos escritos cristãos.


09- O Martelo das Bruxas (Kladivo na Čarodějnice, 1970) de Otakar Vávra/ Gênero: Drama, Terror/ País: Tchecoslováquia



Sinopse: A história do filme é baseada no livro de Václav Kaplicky, Kladivo na Čarodějnice (O Martelo das Bruxas, 1963), um romance sobre julgamentos de bruxas no norte da Morávia durante a década de 1670. As imagens são de um preto e branco alegórico e cheias de símbolos. Tudo começa com uma ação trivial de uma pobre velha, que desemboca numa espiral de acusações, mergulhando a comunidade no caos total.


08- Os Demônios (The Devils, 1971) de Ken Russell/ Gênero: Drama, Terror/ País: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte



Sinopse: Ambientado durante o violento regime católico que tomava conta da França nos idos de 1631, parte da suposta possessão de uma madre-superiora (Vanessa Redgrave no papel de Sister Jeanne) cujas fantasias sexuais com o mais proeminente padre do vilarejo de Loudon (Urbain Grandier, interpretado por um surpreendente Oliver Reed) resulta num dos mais sangrentos episódios daquela era.


07- O Diabo (Diabel, 1972) de Andrzej Zulawski/ Gênero: Drama/ País: Polônia



Sinopse: Durante a invasão perpetrada pelo exército prussiano à Polônia, em 1793, o jovem prisio neiro político – Jakub – é salvo por um estranho misterioso. Seguindo este estranho através do país e de volta à sua casa, Jakub tem contato com o caos, um mundo de corrupção moral, traições, barbáries e assassinatos. Presencia cenas surreais de ultraviolência e insanidade. Aos poucos, sua demência faz com que ele mesmo se torne um frio assassino, até que, no final, o misterioso estranho revela qual o seu secreto objetivo.


06- A Vida de Brian (Life of Brian, 1979) de Terry Jones/ Gênero: Comédia/ País: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte



Sinopse: Sátira dos temas bíblicos e religião. Na Judéia, ano 33 DC, uma época cheia de seguidores, messias e romanos, o judeu Brian Cohen (Graham Chapman) acaba se tornando um messias importante para as pessoas devido a situações completamente absurdas.


05- O Nome da Rosa (Der Name der Rose, 1986) de Jean-Jacques Annaud/ Gênero: Drama, Suspense/ País: França



Sinopse: Em 1327 William de Baskerville (Sean Connery), um monge franciscano, e Adso von Melk (Christian Slater), um noviço que o acompanha, chegam a um remoto mosteiro no norte da Itália. William de Baskerville pretende participar de um conclave para decidir se a Igreja deve doar parte de suas riquezas, mas a atenção é desviada por vários assassinatos que acontecem no mosteiro. William de Baskerville começa a investigar o caso, que se mostra bastante intrincando, além dos mais religiosos acreditarem que é obra do Demônio. William de Baskerville não partilha desta opinião, mas antes que ele conclua as investigações Bernardo Gui (F. Murray Abraham), o Grão-Inquisidor, chega no local e está pronto para torturar qualquer suspeito de heresia que tenha cometido assassinatos em nome do Diabo. Considerando que ele não gosta de Baskerville, ele é inclinado a colocá-lo no topo da lista dos que são diabolicamente influenciados. Esta batalha, junto com uma guerra ideológica entre franciscanos e dominicanos, é travada enquanto o motivo dos assassinatos é lentamente solucionado.

04- A Última Tentação de Cristo (The Last Temptation of Christ, 1988) de Martin Scorsese/ Gênero: Drama/ País: EUA



Sinopse: Jesus (Willem Dafoe) é um carpinteiro que vive um grande dilema, pois é quem faz as cruzes com as quais os romanos crucificam seus oponentes. Resumindo, Jesus se sente como um judeu que mata judeus. Vivendo um terrível conflito interior ele decide ir para o deserto, mas antes pede perdão a Maria Madalena (Barbara Hershey), que se irrita com Jesus, pois não se comporta como uma prostituta e sim como uma mulher que quer sentir um homem ao seu lado. Ao retornar, Jesus volta convencido de que é o filho de Deus e logo salva Maria Madalena de ser apedrejada e morta. Então reúne doze discípulos à sua volta e prega o amor, mas seus ensinamentos são encarados como algo ameaçador, então é preso e condenado a morrer na cruz. Já crucificado, é tentado a imaginar como teria sido sua vida se fosse uma pessoa comum.


03- As Bruxas de Salém (The Crucible, 1996) de Nicholas Hytner/ Gênero: Drama/ País: EUA



Sinopse: Em Salem, Massachusetts, 1692, algumas jovens fazem "feitiços". Uma delas, Abigail Williams (Winona Ryder), tinha se envolvido com seu patrão John Proctor (Daniel Day-Lewis), mas após o fim do caso foi despedida. Assim, desejava a morte de Elizabeth Proctor (Joan Allen), a esposa deste. Elas são descobertas no seu "ritual" e, acusadas de bruxaria, provocam uma histeria coletiva que atinge várias pessoas, sendo que Abby, a jovem desprezada por John, faz várias acusações até ver Elizabeth ser atingida.


02- Nada de Mau Pode Acontecer (Tore tanzt, 2013) de Katrin Gebbe/ Gênero: Drama, Thriller/ País: Alemanha



Sinopse: O jovem Tore busca em Hamburgo uma nova vida entre um grupo religioso chamado The Jesus Freaks. Quando ele encontra por acaso uma família e é ajudado por ela a reparar seu carro, acredita que tudo aconteceu por um milagre celestial. Ele começa uma amizade com o pai da família, Benno. Logo, decide morar com eles, sem saber que a crueldade virá de lá. Fiel à sua crença religiosa, Tore permanece na casa, embora seja frequentemente atacado por Benno, numa violência crescente. Tore precisa lutar contra o tormento com as suas próprias armas. Assim, uma luta perigosa entre as ações libidinosas e o altruísmo começa.


01- É Difícil Ser Um Deus (Hard to Be a God, 2013) de Aleksei German/ Gênero: Ficção Científica/ País: Rússia



Sinopse: Baseado no romance de ficção científica "Hard to Be A God". Uma expedição que parte da Terra para outro planeta testemunha um golpe religioso de estado, que leva ao poder uma sociedade medieval e nacionalista.



Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

2 comentários:

  1. Tô querendo muito ver o "Hard to be a God".
    Senti falta de Hellraiser... No mais, como sempre, grande lista!

    ResponderExcluir
  2. Faltou O bebê Santo de Macon, do Peter Greenaway, que foi até proibido pela Igreja.

    ResponderExcluir