12 FILMES PARA MANDAR A SOCIEDADE IR SE F****


CENA DO FILME CAPITÃO FANTÁSTICO DE 2016


Estes filmes são bastantes ecléticos em relação a suas características, mas possuem um senso comum de transformação em relação a quebra de conceitos e paradigmas mundanos em que várias sociedades são baseadas e que compartilham entre si. Eles apresentam novas perspectivas que desafiam o conservadorismo e a inanição das forças de mudanças que dão uma nova ideia de quem somos, para onde vamos e o que estamos fazendo com o mundo a nossa volta. 

Os filmes se dividem em vários conceitos narrativos que vão de esperança rejuvenescedora, anarquismo, misantropia, eremitismo e política. Esta lista possuem filmes que para mim mostram muito bem estes aspectos, logicamente esse tema é muito abrangente e vários filmes ficaram de fora, mas para mim a lista está bastante completa.

Os filmes estão dispostos em ordem cronológica.



12- Zero de Conduta (Zéro de conduite: Jeunes diables au collège, 1933); Dirigido por: Jean Vigo; País: França



Sinopse: Volta aos tempos de escola num colégio do interior, as bagunças dentro do dormitório, a punição severa, a recreação, o estudo indisciplinado e os confrontos com a administração. Um noite os garotos internos decidem se libertar da autoridade dos adultos e uma revolta arrebenta. Esta é a obra mais autobiográfica de Jean Vigo.


11- Teorema (1968); Dirigido por: Pier Paolo Pasolini; País: Itália



Sinopse: Em Milão a vida de uma rica família burguesa é totalmente modificada por um misterioso visitante (Terence Stamp), que seduz a empregada, o filho, a mãe, a filha e finalmente o pai. Além disto, tem um contato intelectual com todos eles, convencendo-os da futilidade da existência, e após cumprir seu objetivo parte em poucos dias. Após sua ida ninguém da família consegue continuar vivendo da mesma forma.


10- Joguem Fora Seus Livros e Saiam às Ruas (Sho o Suteyo Machi e Deyou, 1971); Dirigido por: Shuji Terayama; País: Japão



Sinopse: Alternando entre um estudo psicológico sobre a alienação e perda de direitos, e uma chamada urgente pela militância e atuação sociopolítica revolucionária da geração do final dos anos 60, a delirante montagem de Terayma de imagens fragmentadas, não sequênciais e desbalanceadas reflete a incerteza e o caos interior de um empobrecido - e apropriadamente anônimo - jovem, e de sua família igualmente disfuncional: o pai desempregado e voyeur, uma avó deliberadamente mentirosa, e uma irmã cuja ligação afetiva com seu coelho de pelúcia transformou-se numa obsessão bestial.


09- Sacco e Vanzetti (1971); Dirigido por: Giuliano Montaldo; País: Itália



Sinopse: Boston, início dos anos 20. Nicola Sacco (Riccardo Cucciolla) e Bartolomeo Vanzetti (Gian Maria Volonté) são dois imigrantes italianos, sendo o primeiro um sapateiro e o outro um peixeiro, que são detidos pela polícia. Ninguém negava que eram anarquistas, na verdade eles mesmo admitiam, pois acreditavam que era a única forma de o homem ser explorado pelo homem. Porém era duvidoso que Sacco e Vanzetti fossem culpados de um assassinato, que aconteceu em 15 de abril de 1920. O julgamento deles deixou de ser algo baseado na justiça e sim na política, pois deviam ser condenados por serem estrangeiros e seguirem uma doutrina política que se opunha ao conservadorismo, que tinha as rédeas do poder nos Estados Unidos.


08- Slacker (1991); Dirigido por: Richard Linklater; País: EUA



Sinopse: Slacker mostra um dia na vida de jovens deslocados de Austin, Texas. Na maioria, jovens de vinte e poucos anos que não se encaixam nos padrões da sociedade. Os personagens saem e entram em cena e na vida de outros personagens. O filme é recheado com a paranóia, apatia e ódio adolescente típicos dos anos 90.


07- Trainspotting: Sem Limites (Trainspotting, 1996); Dirigido por: Danny Boyle; País: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte



Sinopse: Um retrato da juventude viciada de Edimburgo, capital da Escócia. Focado na vida de Mark Renton (Ewan McGregor), um rapaz que escolhe viver assumidamente como um viciado em heroína e deixa de lado os padrões da sociedade. Ao lado de seus amigos – Sick Boy (Jonny Lee Miller), Tommy (Kevin McKidd), Spud (Ewen Bremner) e Begbie (Robert Carlyle) – ele curte futebol e usar sua droga favorita o tempo todo. Cada um desses personagens peculiares tem uma história diferente, ora divertida, ora dramática, e todas elas se cruzam por conta do vício. Renton vai além dos limites o tempo todo e isso tem um preço. Cabe ao rapaz e a seus amigos tomar as rédeas de suas vidas e sair dessa. Mas será que eles querem realmente viver assim?


06- Clube da Luta (Fight Club, 1999); Dirigido por: David Fincher; País: EUA



Sinopse: Um explosivo sofredor de insônia (Edward Norton) e um carismático vendedor de sabonete (Brad Pitt) canalizam agressão primitiva masculina transformando-a em uma nova e chocante forma de terapia. Seu conceito pega, e formam-se diversos clubes da luta clandestinos em cada cidade, até que uma mulher sensual e excêntrica (Helena Bonham Carter) entra na jogada e desencadeia uma situação fora de controle rumo ao caos.


05- O Que Fazer em Caso de Incêndio? (Was Tun, Wenn's Brennt?, 2001); Dirigido por: Gregor Schnitzler; País: Alemanha



Sinopse: Na década de 80 seis amigos ocuparam um prédio na Alemanha, desafiando as autoridades locais. 15 anos depois eles mudaram bastante, com alguns nem lembrando seu passado de anarquia. Porém, quando uma bomba caseira por eles colocada em uma mansão abandonada em 1987 apenas agora explode, eles precisam se reunir novamente para evitar que a polícia local descubram que são eles os responsáveis pelo ato.


04- Edukators - Os Educadores (Die Fetten Jahre Sind Vorbei, 2004); Dirigido por: Hans Weingartner; País: Alemanha



Sinopse: Três jovens idealistas realizam protestos pacíficos, invadindo a casa de pessoas ricas para trocar os móveis de lugar e deixar mensagens de protestos. Numa de suas ações um deles esquece um celular, o que faz com que tenham que retornar ao local no dia seguinte. Porém o que eles não contavam era em encontrar presente o dono da casa.


03- Na Natureza Selvagem (Into the Wild, 2007); Dirigido por: Sean Penn; País: EUA



Sinopse: Início da década de 90. Christopher McCandless (Emile Hirsch) é um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após 2 anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca.


02- Febre do Rato (2012); Dirigido por: Cláudio Assis; País: Brasil



Sinopse: Febre do rato é uma expressão popular típica da cidade de Recife (localizada na Região Nordeste do Brasil), que designa alguém que está fora de controle, alguém que está danado. E é assim que Zizo, um poeta inconformado e de atititude anarquista, chama um pequeno tablóide que publica às próprias custas.
O personagem está sempre às voltas com o universo que criou ao seu redor. Um mundo todo particular, onde saciar os desafortunados é uma mistura de benefício com altas doses de maldade.

Um dia todas as convicções de Zizo parecem ruir ao se deparar com Eneida, a consciência contemporânea e completamente periférica. As relações de Zizo entram em conflito e todos que fazem parte do jogo festivo do anarquista se manifestam de forma egoísta. O conflito entre o indivíduo e a coletividade se instaura.


01- Capitão Fantástico (Captain Fantastic, 2016); Dirigido por: Matt Ross; País: EUA



Sinopse: Ben é o pai de seis crianças, que decide fugir da civilização e criar os filhos nas florestas selvagens do Pacífico Norte. Ele passa os seus dias dando lições às crianças, ensinando-os a praticar esportes e a combater inimigos. Um dia, no entanto, Ben é forçado a deixar o local e retornar à vida na cidade. Começa o aprendizado do pai, que deve se acostumar à vida moderna.



Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

16 comentários:

  1. A lista tá muito show.
    Nunca ouvi falar no "Joguem Fora Seus Livros e Saiam às Ruas"..putz, nome provocativo...vou procurar aqui pra assistir. Edukators é meu preferido. Valeu pelas indicações e o blog é massa. =)

    Ahh, já ia esquecendo, tem um filme bem bestinha e tal, mas merece quem sabe ser colocado aí...rs "A revolução começa na escola"..já viu?

    Abracos

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a lista ! Quero ver todos ! Tem um muito bom que se chama "A excêntrica família de Antonia". Uma grande mãezona num vilarejo conservador da Alemanha (acho) que vai atraindo pra sua família pessoas progressistas. A filha por exemplo é pintora, lésbica e tem relação com um homem apenas pra ter um filho, uma filha no caso. Isso com o consentimento de Antonia, que além de procurar um rapaz pra filha, fica esperando sentada calmamente tomando café embaixo do hotel onde o ato esta sendo consumado. Destaque pra incrível cena que a filha de Antonia vê numa missa a imagem de madeira de cristo se mexer e olhar pra ela, tive que voltar varias vezes. Em outra cena a mesma menina vê a estatua de um anjo de pedra abrir as asas, ou fecha-las (não me lembro, preciso revê-lo). Abraços !!! Parabéns, adoro seu blog !!! Tudo de bom !!!

    ResponderExcluir
  3. Assistam também Alexandre O Felizardo. Espetacular!

    ResponderExcluir
  4. Faltou apenas o filme "Sociedade dos Poetas Mortos".

    =)

    ResponderExcluir
  5. Eu vim na esperança de encontrar "Deus Abençoe a América", mas a lista em si tá muito boa, principalmente os dois últimos (16 e 15)

    ResponderExcluir
  6. Teorema achei bem difícil digerir. Curto muito a obra de Pasolini, mas esse filme me cansou. Porém, conheço várias pessoas que curtiram. Trainspotting é muito louco, cabuloso.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela lista, realmente foi uma escolha consciente. Tem 3 que não assistí ainda, mas serão os próximos. Valeu mesmo

    ResponderExcluir
  8. Bah, Febre de Rato foi um dos filmes mais insuportáveis que já vi. Chato pra caralho. Nem a intenção de ser provocativo se salvou.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Ótima seleção. O filme Pé na estrada também um foda-se digno de ser assistido. Abcs.

    ResponderExcluir
  11. Lista muito boa, acho que caberia "Easy Rider" também ;-) abs!

    ResponderExcluir
  12. Gostei das indicações, gostaria de somar a essa lista filmes como- pulp fiction: tempo de violência(Quentin Tarantino), Pink floyd-the wall (allan Parker), os sonhadores(the dreamers - Bernardo Bertolucci), shortbus(John Cameron Mitchell) e V de vingança(v for vendetta - James McTeigue)

    ResponderExcluir
  13. Capitão Fantástico remete à "Vida Selvagem" filme francês de Cedric Kahn, que por sua vez se baseia numa história real.

    ResponderExcluir