LUTA SEM CÓDIGO DE HONRA, (1973) PROJETO GRINDHOUSE





Este filme abre a quintologia chamada de The Yakuza Papers sobre a máfia yakuza do cineasta japonês Kinji Fukasaku, formado por Deathmatch in Hiroshima (1973), Proxy War (1973), Police Tactics (1974) e Final Episode (1974). O filme faz uma introdução da série que viria a ser a mais completa obra sobre a famigerada máfia japonesa, por mostrar de forma menos mística as crônicas vividas pelas pessoas que se envolviam e procuravam subir na escala social desta emblemática organização criminosa.

A dramaticidade da arte japonesa envolvida juntamente com os conceitos crus e históricos, faz deste filme um retrato fiel desta máfia e de todos os negócios sujos que ela era envolvida. O drama se desenvolve a partir das traições, intrigas, conspirações, as rígidas regras e rituais que faziam parte da vida dos yakuzas. Com a câmera tremida e sem nenhuma coreografia ou linearidade, as cenas de ação foram concebidas afim de mostrar de uma percepção única toda a carnificina da violência típica dos seus membros.

 O filme mostra a cidade de Hiroshima um ano após os ataques nucleares. Com o caos que vivia a sociedade japonesa, desesperadamente buscando se reerguer através das cinzas, esta organização criminosa se tornou cada vez mais influente dominando de forma violenta todas os órgãos públicos impelidos pela reconstrução de Hiroshima e da economia japonesa.


Dominados pelos ''padrinhos'' que eram na escala social e hierárquica da máfia os chefões majoritários das famílias que dominavam o crime organizado, os yakuzas eram impelidos por eles a cometer crimes e se possível, dar suas vidas para proteger seus interesses. Neste período haviam duas famílias que visavam dominar definitivamente o crime organizado no Japão, participar como imediatos dos EUA que vendiam armamentos na guerra das Coreias e controlar o crescente comércio de ópio em todo oriente. Nisto, estas duas famílias entram em guerra e as ruas de Hiroshima são tomadas por sangue num brutal jogo de assassinatos.

O criminoso Shozo Hirono, interpretado por Bunta Sugawara, se vê envolvido no meio deste conflito quando ele é impelido pela facção que trabalha a trair seu irmão de sangue pertencente a família rival, quebrando o pacto e desfazendo os preciosos laços ritualísticos da yakuza, para ser o líder da guerra entre os clãs. Este filme, juntamente com todos os outros quatro, é uma obra-prima do cinema japonês e um dos mais poderosos e violentos filmes sobre máfia e crime organizado já realizados.

Nome Original: Jingi Naki Tatakai
Direção: Kinji Fukasaku
País: Japão
Ano: 1973

Trailer Original de Cinema:


Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

1 comentários: