MEU AMIGO DAHMER (2017): A JUVENTUDE DE UM MONSTRO





DIRIGIDO POR: Marc Meyers
PAÍS: Estados Unidos da américa
ELENCO:
Alex Wolff (Derf Backderf)
Ross Lynch (Jeffrey Dahmer)
Anne Heche (Joyce Dahmer)
Cameron McKendry (Moose)
Dallas Roberts (Lionel Dahmer)
Dontez James (Charlie Smith)
Vincent Kartheiser (Dr. Matthews)

NOTA DO CRÍTICO: ★★★★☆- Excelente

Aqui vemos o quanto a psique de um monstro pode ser deformada e moldada conforme suas experiências em tenra idade, numa fase onde as descobertas e desatinos mesclados a turbulências hormonais ficam à espreita para despertar quem seremos no futuro, e no caso de uma pessoa perturbada como Dahmer, elas não passam de armadilhas emocionais para aflorar algo maligno, escondido dentro de si.

O filme é uma adaptação da graphic novel homônima escrita e desenhada pelo artista Derf Backderf, conterrâneo e colega de escola de Dahmer no ensino médio na década de 1970. Dahmer manteve uma relação interpessoal com ele e com outros alunos durante um pequeno período de tempo. Na sua adolescência Dahmer era um jovem que usava roupas engomadas e possuía uma personalidade bastante introspectiva, aparentemente ele não era diferente de muitos outros garotos ingênuos que moravam numa cidade pequena e que possuíam sonhos grandiosos.

O filme relata de forma convincente o processo que levou Dahmer a se transformar no famoso serial killer. O seu crescimento dentro de uma família desestruturada que o fez ter diversas marcas emocionais, despertando o seu fascínio em matar com requinte de crueldade vários animais, algo que era escondido atrás de uma pessoa que queria fugir de suas angústias familiares e da claustrofobia psicótica que sentia, ao ver indefeso, seu pai sendo humilhado por sua mãe. Até então neste período, ainda não havia despertado em Dahmer o desejo homicida, sem saber, ele estava metodicamente aprimorando suas técnicas e métodos de matança.

Esta cinebiografia foi dirigida por Marc Meyers que também adaptou o roteiro, sua direção é certeira, ele consegue mostrar através de uma narrativa visual melancólica toda o mistério que rondava Dahmer, desde seus temores e fobias por esconder uma homossexualidade latente até a sua bizarra curiosidade biológica em querer saber como os animais eram por dentro. O elenco também faz um trabalho primoroso, o ator Ross Lynch consegue entregar as várias facetas que um psicopata cria para se adaptar nos vários meios que o cerca, a forma que Dahmer encontrou para se enturmar na escola era algo escarnoso, ele fingia ataques epilépticos e retardamento mental apenas para tirar risadas de seus colegas. O filme toca na ferida do bulling, será mesmo que a sordidez perante ao diferente é algo normal e quais são os traumas que isso pode gerar e quem irá se aproveitar disso? Dahmer sabia alimentar seu narcisismo manipulando aquelas pessoas através daquilo que transforma seres humanos em selvagens.

O artista e autor da graphic novel My Friend Dahmer, Derf Backderf foi interpretado por Alex Wolff, que consegue transmitir sua impaciência com o meio tradicional e pacato que o cerca e vê em Dahmer aquilo que precisava para anarquizar e trazer alguma diversão para a rotina tediosa do colégio. Na sua ingenuidade ele não enxergava a verdadeira natureza de Dahmer e suas reais motivações. A sua graphic novel foi lançada no Brasil no ano de 2017 pela editora Dark Side Books.

Para quem leu a graphic novel não irá estranhar a narrativa do filme, e para aqueles que esperam ver algo mais graficamente soturno mesclada com uma boa trama policial irá se decepcionar, mas para aqueles que nunca leram a graphic novel mas querem assistir um filme diferente que possui um interessante estudo psicológico sobre a juventude de um psicopata, esse filme é o ideal.

O estadunidense Jeffrey Dahmer foi um famoso serial killer que hoje faz parte do santuário cultural dos assassinos em série. Durante vários anos ele assassinou mais de 15 pessoas, todos homens e jovens. Ele assassinava com requintes de crueldade e praticava as mais infames atrocidades, como necrofilia e canibalismo. Depois que saiu do colégio Derf Backderf nunca mais ouviu falar do excêntrico amigo, até que nos anos 1990, ele o vê em todos os noticiários da TV já conhecido por todo o país como o ''canibal de Milwaukee''.


       TRAILER


                 
Share on Google Plus

About leandro godoy

Sou o criador, editor chefe e escritor do site Cinema e Fúria. Gosto dos mais malucos exploitations, aos cultuados filmes de arte até ao mainstream do cinemão pipoca. Meus outros interesses são: odontologia, literatura e música.
    Comentar pelo Blogger
    Comentar pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário